segunda-feira, 15 de abril de 2013

CaL Tânia Mara Silva Neves, eleita por aclamação presidente do LC São Mateus Cricaré AL 2013/2014


Numa assembleia pacífica e com presença marcante de mais de trinta associados, a CaL Tânia Mara Silva Neves foi reeleita por aclamação presidente do Lions Clube São Mateus Cricaré para o ano leonístico 2013/2014. A assembleia de eleição aconteceu hoje, 15 de Abril de 2013 às 19:30h tendo como presidente da comissão de eleição o CL Márcio Lyrio que após verificar a existência de apenas uma chapa candidata sugeriu que a atual presidente fosse reeleita por aclamação.
Companheira de pulso firme e caráter imaculável, a CaL Tânia ainda tem muito a contribuir para a elevação do leonismo à frente do LC São Mateus Cricaré suavizando o caminho com remoção de pedras que impedem a livre trajetória do crescimento leonístico.
Na busca incessante do bem estar daqueles a quem se direciona o servir desinteressadamente, a CaL Tânia tem algo a mais a seu favor, uma diretoria determinada, persistente e competente no elencar dos serviços leonísticos.

Parabéns aos eleitos.

Presidente - CaL Tânia Mara Silva Neves
1ª Secretária - CaL Marília Barcelos da S. Santos
1º Tesoureiro - CL Marcílio Pereira da Silva
Presidente da Comissão de Associados - CaL Iosana Fundão Azevedo

CL Ediclenis S. Silva
Assessor de Comunicação do Distrito LC11
Diretor de Comunicação do Lions Clube São Mateus Cricaré

Mensagem do Governador ao Sr. Ozenil Mota


ES, 13 de abril de 2013.


Estimado Ozenil da Mota



Acusando o recebimento do seu  expediente   (Oficio nº 14 datado de 10 do corrente), cumpri-me esclarecer mais uma vez que após as  reiteradas reuniões na tentativa de uma conciliação  sobre o Lions Clube  São Mateus Cricaré, que em cumprimento aos Estatutos de Lions  Internacional acolhi o relatório do Conciliador, remetendo-o à apreciação da Diretoria Internacional de Lions Clube. 

Em face das disposições do Art. X, Seção 6 dos Estatutos Internacionais, ficamos na expectativa da decisão de sua Divisão Jurídica.

Outrossim cabe esclarecer que a situação dos ex-companheiros excluídos pela Diretoria do Lions Clube São Mateus Cricaré permanece Sub-Judice da Diretoria Internacional, e atual Diretoria do Clube, sob a Presidência da Cal Tânia Mara da Silva Neves é ainda responsável pelos atos de sua administração.

Assim sendo fica claro que qualquer ato de uso por terceiros do nome de Lions Clube São Mateus Cricaré é indevido e passível de responsabilidade perante a Administração de Lions Internacional.


Leonisticamente.



FRANCISCO ROBERTO DE CARVALHO MOREIRA
Governador  Distrito LC 11 AL 2012/2013

"COMPROMETIMENTO, COMPANHEIRISMO COM SIMPLICIDADE"

Visite o site do  Distrito www.lionslc11.org.br
Conheça os recursos oferecidos  e confira a nominata do seu Clube.
Integre seu Clube a rede de Emails Corporativos do DLC11
Poupe a natureza, economize energia e custos. 
Atenciosamente
Sede Distrito Lions LC 11

sexta-feira, 12 de abril de 2013

Ata de Assembleia Geral do Lions Clube São Mateus Cricaré


LIONS CLUBE SÃO MATEUS CRICARÉ
Governador: CL Francisco Roberto de C. Moreira/ Dm Selma
                                                 Vice: CL Deocleciano Andrade/ CaL Soraya
DISTRITO LC – 11 - Região A – Divisão 1
Fundação: 14 de Abril de 1992
Carta Constitutiva: 24 de Junho de 1992 – Numero do Clube: 053404
Registro em Lions Internacional: 3312
CaL – Tânia Mara Silva Neves
AL – 2012/2013


ATA DE ASSEMBLÉIA GERAL DO LIONS CLUBE SÃO MATEUS CRICARÉ, realizada aos primeiros dias do mês de abril do ano de dois mil e treze, com início às 19h30min sob a presidência da CaL. Tânia Mara Silva Neves que bate o sino e convida a CaL. Nelsa Anita Silva Neves para fazer a Invocação a Deus. A seguir a CaL. Presidente Tânia Mara Silva Neves bate o sino e convida a CaL. Gleuza Fundão para Guarnecer o Pavilhão NACIONAL; e a CL. Gilson Antônio Guzzo  para Guarnecer o Estandarte do Lions, e a todos para cantarem a 1ª estrofe e o Estribilho do Hino da Bandeira. A seguir, a CaL. Presidente Tânia Mara Silva Neves bate o sino e convida a CaL. Regina Márcia Neves Coelho para fazer a instrução leonistica. A CaL. Presidente bate o sino e convida a CaL. Secretária Marília Barcelos da Silva Santos para a leitura da ata, colocando-a logo a seguir em discussão e aprovação, a qual lida, foi aprovada; e a leitura das correspondências do Clube, oportunidade que informou que não existem correspondências do Clube para leitura. A CaL. Presidente Tânia Mara Silva Neves bate o sino e convida a Vogal CaL. Regina Márcia Neves Coelho para compor a mesa da Presidência em substituição à ausência justificada do tesoureiro Marcilio Pereira da Silva, convidando-a, logo a seguir, para os informes da tesouraria, o qual pediu dispensa do mesmo, por não haver dados para informações. A CaL. Presidente bate o sino e da inicio aos trabalhos falando das normas do processo eleitoral descritas no Título X do Estatuto do Lions Clube São Mateus Cricaré, cuja redação dá margem a interpretações dúbias, e que este duplo sentido atribuído aos artigos pertinentes ao processo eleitoral do referido Estatuto pode vir a ser tema central de inúmeras discussões se não forem revisados legalmente no futuro. Continuando, a CaL. Presidente falou que a sociedade de hoje vive e respira comportamentos em busca de um sentido para a própria existência, se esquecendo dos valores que transcendem o homem do individualismo, para o bem estar de todos. Que não devemos esquecer que o leonismo é um movimento universal motivado pela filosofia de servir desinteressadamente os irmãos menos favorecidos da comunidade em que vivemos, e que esta ideologia deve superar todas e quaisquer dúvidas que tentarem se opor  ao pensamento voltado para o bem estar de todos. A CaL. Presidente bate o sino e declara Jaula Aberta concedendo a palavra a CaL. Iosana Fundão que sugeriu que a Reunião de Assembleia do dia oito de abril do corrente ano fosse transferida para o dia nove de abril, terça feira, em virtude da Comemoração à Nossa Senhora da Penha, ficando a reunião transferida para o dia nove de abril do corrente ano, terça feira, ante a concordância da maioria. A CaL. Maria de Almeida pediu a palavra e justificou a ausência do CL Paulo de Oliveira Moreira. Continuando, a CaL. Maria de Almeida ratificou o seu pedido de doação de óculos feito pela Caritas – Organização Humanitária da Igreja Católica, entretanto, a CaL. Presidente informou à CaL. que no momento é totalmente impossível atender a solicitação da mesma, uma vez que o Lions Clube São Mateus Cricaré não possui recursos financeiros para campanhas sociais em decorrência do processo de disputa que vem sofrendo, e que inclusive, as taxas distrital e internacional serão pagas na semana com os recursos da CaL. Presidente, no importe de três mil setecentos e noventa e sete reais e cinquenta e três centavos. Com a palavra a CaL. Dinalva de Oliveira Santana falou que “eles”, subtendendo o grupo excluído do Lions Clube São Mateus Cricaré juntamente com alguns CCLL contrários à gestão da CaL. Presidente iam pagar as taxas distrital e internacional, não procedendo ao pagamento por orientação de autoridades do processo de disputa, não declinando, entretanto, o nome ou os nomes das autoridades. O CL Márcio Domingos Palombo Lyrio  pediu a palvra e justificou a ausência da CaL. Raquel Malverdi. Logo após a CaL. Presidente Tânia Mara Silva Neves declara Jaula fechada, e em seguida enfatiza que não existem aniversariantes na primeira semana de março para parabenizar; convoca os colaboradores da próxima reunião do dia nove de março do corrente ano nas pessoas das CCLL Iosana Fundão para fazer a Invocação a Deus; Maria de Almeida Mota Moreira para fazer a Instrução Leonística;  e, finalmente, convida CL Gilson Antônio Guzzo para Guarnecer o Pavilhão Nacional e todos a cantarem o hino Ser Leão, e logo após, deu por encerrada à reunião, convidando a todos para o lanche da confraternização. Lavrei à presente ata, que lida e aprovada, será assinada pela CaL. presidente Tânia Mara Silva Neves, e pela Secretária CaL. Marília Barcellos da Silva Santos.


Tânia Mara Silva Neves                                            Marília Barcellos da Silva Santos
Presidente                                                                  Secretária

segunda-feira, 1 de abril de 2013

TERMO DE CONVOCAÇÃO - REUNIÃO DE ASSEMBLEIA DO LIONS CLUBE SÃO MATEUS CRICARÉ


TERMO DE CONVOCAÇÃO
REUNIÃO DE ASSEMBLEIA DO LIONS CLUBE SÃO MATEUS CRICARÉ

MARÍLIA BARCELLOS DA SILVA SANTOS, Primeira Secretária do LIONS CLUBE SÃO MATEUS CRICARÉ, no cumprimento de suas atribuições, e atendendo determinação da Comissão de Eleição composta pelos CCLL MÁRCIO LYRIO, IOSANA FUNDÃO, e REGINA MÁRCIA NEVES COELHO, -CONVOCA - os Digníssimos CCLL Associados em condições de participação nos termos do Estatuto Social em vigor, para comparecerem à REUNIÃO DE ASSEMBLEIA GERAL deste Clube, que será realizada às 19h30 horas do dia 15 de abril de 2013, em primeira convocação, com a presença de todos os associados, ou em segunda convocação às 20h00 horas, então com a metade mais um de seus membros efetivos, nas dependências da Sede Provisória do Lions Clube São Mateus Cricaré, sito à Rua Manoel Andrade, Nº 12, no Centro, em São Mateus (ES), a fim de votarem as chapas inscritas e compostas dos seguintes cargos:
Presidente, Vice Presidente, Primeiro e Segundo Secretário, Primeiro e Segundo Tesoureiro, e Diretor de Comissão de Associados.
No caso de consenso para os nomes do Presidente, do Secretário e do Tesoureiro, a eleição poderá ser feita por aclamação.
Ficam ainda os associados cientes de que a Assembleia Geral poderá acolher outros nomes de candidatos, apresentados na mesma Assembleia, e aceitos por pelo menos vinte e cinco por cento (25%) do voto dos presentes.
Fica aberto o prazo de 10 (dez) dias para o Registro de Chapas, a contar da data da publicação da presente convocação no Site do Distrito LC -11.

São Mateus (ES), 01 de abril de 2013.

Marília Barcellos da Silva Santos
1ª Secretária

quinta-feira, 28 de março de 2013

Ata de Reunião de Diretoria Geral do Lions Clube São Mateus Cricaré



LIONS CLUBE SÃO MATEUS CRICARÉ
Governador: CL Francisco Roberto de C. Moreira/ Dm Selma
                                                 Vice: CL Deocleciano Andrade/ CaL Soraya
DISTRITO LC – 11 - Região A – Divisão 1
Fundação: 14 de Abril de 1992
Carta Constitutiva: 24 de Junho de 1992 – Numero do Clube: 053404
Registro em Lions Internacional: 3312
CaL – Tânia Mara Silva Neves
AL – 2012/2013

ATA DE REUNIÃO DE DIRETORIA GERAL DO LIONS CLUBE SÃO MATEUS CRICARÉ, realizada aos vinte e cinco dias do mês de março do ano de dois mil e treze, com início às 19h30min sob a presidência da CaL. Tânia Mara Silva Neves que bate o sino e dá inicio aos trabalhos saudando e agradecendo a todos os presentes convocados para discutirem sobre a “NOMEAÇÃO DA COMISSÃO DE INDICAÇÃO E ELEIÇÃO” para o AL 2013/2014, na forma determinada na Letra “a”, artigo 52, do Estatuto do Lions Clube São Mateus Cricaré. Com a palavra o CL Márcio Domingos Palombo Lyrio colocou o seu nome à disposição para membro da Comissão, o que foi aceito por unanimidade dos Diretores presentes, sendo o CL nomeado em seguida à votação. De igual forma a CaL. Iosana Fundão e a CaL. Regina Márcia Neves Coelho colocaram os nomes à disposição para membro da Comissão, os quais foram aceitos por unanimidade dos Diretores presentes, sendo as CCLL nomeadas em seguida à votação. Com a palavra o CL Márcio Domingos Palombo Lyrio e as CCLL  Iosana Fundão e a Regina Márcia Neves Coelho solicitaram que constasse em ata a data de 15/4/2013 para a realização em Assembleia da “Eleição”, no horário das 19h30, na Sede Provisória do Lions Clube São Mateus Cricaré, à Rua Manoel Andrade, Nº 12, no Centro, em São Mateus (ES), na forma do que dispõe a letra “b”, do artigo 52, do citado Diploma Estatutário. Ainda com a palavra os Membros da Comissão de Eleição CL Márcio Domingos Palombo Lyrio e as CCLL  Iosana Fundão e Regina Márcia Neves Coelho solicitaram que a Secretária   providenciasse a convocação da Assembleia por escrito e com antecedência mínima de  15 (quinze) dias. O CL Marcílio Pereira da Silva pediu a palavra e solicitou que a CaL. Secretária Marília Barcelos da Silva Santos fizesse constar da convocação por escrito à Assembleia a obrigação constante no artigo 50 do Estatuto que determina que somente os sócios ativos que estejam em pleno gozo dos seus direitos poderão votar ou serem votados para ocupar cargo de diretoria ou fazer parte da Comissão. A CaL Gleuza Fundão Rios pediu informações à CaL. Presidente sobre o pagamento da mensalidade, ficando informada que todos os associados devem efetuar o pagamento das mensalidades vencidas junto ao tesoureiro   CL Marcílio Pereira da Silva. A CaL. Presidente informou ainda que será designada na próxima semana uma nova Reunião de Diretoria para o cumprimento da Letra “I” do artigo 47, do Estatuto do Lions Clube São Mateus Cricaré, ocasião em que será votado pelos Diretores o estabelecimento bancário em que devem ser depositados os fundos do Clube, definindo as normas de movimentação, indicando os diretores Presidente e Tesoureiro como os responsáveis pela conta conjuntamente. Com a palavra o CL Samuel Barros colocou o seu nome a disposição para entregar pessoalmente as convocações aos associados, e garantir que a “Eleição” seja realizada no prazo fixado pela Comissão de Eleição, o que foi aceito de bom grado pela Presidência, Diretores, e Comissão de Eleição. Ainda com a palavra o CL Samuel Barros indagou à Secretária Marília Barcelos da Silva Santos que dia estariam disponíveis os termos de convocação dos associados para que o mesmo fizesse a convocação pessoalmente, ficando garantido pela Secretária que o CL receberia as convocações dia 28/3/2013. A CaL Maria Jorge da Conceição dos Santos pediu a palavra e solicitou que a CaL. Presidente fizesse publicar a “Ata da Reunião de Diretoria” no blog do Lions Clube São Mateus Cricaré, para que dela, todos os ausentes tomassem conhecimento. Com a palavra o CL Ediclenis Santos Silva disse que logo que a ata da presente Reunião de Diretoria fosse enviada, o mesmo a publicaria preferencialmente. Em seguida a CaL. Presidente perguntou se mais algum Diretor presente gostaria de fazer uso da palavra e, ante a negativa, declarou jaula fechada e deu por encerrada a reunião. Lavrei a presente ata que lida e aprovada, será assinada pela CaL. Presidente Tânia Mara Silva Neves, e pela Secretária CaL. Marília Barcellos da Silva Santos.




    TÂNIA MARA SILVA NEVES                      MARÍLIA BARCELLOS DA SILVA SANTOS
            PRESIDENTE                                                                      1ª SECRETÁRIA

terça-feira, 19 de março de 2013

Ofício ao DG Francisco Roberto Carvalho Moreira


São Mateus (ES), 19 de março de 2013.



Da: Presidência do Lions Clube São Mateus Cricaré
 CaL. Tânia Mara Silva Neves

Para: Distrito LC-11
 DG Francisco Roberto Carvalho Moreira.



Senhor DG Francisco Roberto Carvalho Moreira.


A CaL. Requerente Tânia Mara Silva Neves, presidente do Lions Clube São Mateus Cricaré, foi parte no Processo de Disputa N.º 11, onde são demandantes Ozenil da Mota; Natanagildo Beltrame; e Maria Cristina Pinto dos Santos.

Que, segundo Manual de Normas da Diretoria Internacional, Capítulo VII, Anexo B, Página VII -19 - Estatuto Padrão de Clube, Artigo X, Página 7, Revisado em 1º de julho de 2007, Página 2/2, o processo de disputa se formaliza através dos procedimentos abaixo transcritos.

Seção 1.        DISPUTAS SUJEITAS AO PROCEDIMENTO.

Todas as disputas que surgirem entre qualquer sócio ou sócios, ou um ex-sócio ou sócios e o clube ou qualquer membro da diretoria do clube, referente à afiliação ou à interpretação, violação ou aplicação dos estatutos e regulamentos do clube, ou à expulsão de qualquer sócio do clube, ou qualquer outro assunto que não possa ser satisfatoriamente resolvido por outros meios, serão decididas através de resolução de disputa.

Seção 2.        PEDIDO DE RESOLUÇÃO DE DISPUTA E TAXA DE APRESENTAÇÃO DA QUEIXA.

Qualquer uma das partes da disputa poderá apresentar um pedido por escrito ao governador de distrito solicitando que a resolução de disputa seja colocada em prática. Todos os pedidos de resolução de disputa devem ser submetidos ao governador de distrito até 30 dias após o sócio ter conhecimento ou ter tido conhecimento da ocorrência do evento no qual se baseia a disputa. Cada distrito determinará se uma taxa para entrar com o pedido de queixa deverá ser cobrada em conformidade com esse procedimento. Tal taxa deverá ser aprovada por maioria de votos do gabinete do distrito antes de qualquer taxa ser cobrada para entrar com o pedido de queixa em conformidade com esse procedimento, e qualquer taxa não poderá exceder o valor de US$250,00, ou o seu equivalente em moeda local, pagável ao distrito. Todas as despesas incorridas com o procedimento da resolução de disputa são da inteira responsabilidade do distrito, a não ser que a norma estabelecida pelo distrito determine que todas as despesas incorridas relativas a este procedimento de resolução de disputa devem ser pagas com base igualitária pelas partes envolvidas na disputa.

Seção 3.        SELEÇÃO DO CONCILIADOR.

Dentro de quinze (15) dias do recebimento, o governador de distrito deve nomear um conciliador para ouvir a disputa. O conciliador será um ex-governador de distrito que seja sócio em pleno gozo de seus direitos de um clube em dia com suas obrigações, o qual não é uma das partes da disputa no distrito no qual a disputa se originou, e que seja imparcial sobre o assunto em disputa e sem ter lealdades a qualquer uma das partes da disputa. O conciliador nomeado deverá ser aceito por todas as partes e o governador de distrito deverá obter uma declaração por escrito assinada por todas as partes certificando que o conciliador nomeado será aceito.  No evento de um conciliador nomeado não ser aceito por uma das partes, a parte objetante deverá submeter numa declaração por escrito ao governador de distrito identificando todas as razões para tais objeções.  Caso o governador de distrito determinar, usando unicamente sua discrição, que a declaração escrita pela parte demonstra suficientemente que o conciliador nomeado não possui a neutralidade exigida, o governador de distrito deverá nomear um conciliador substituto conforme acima. Assim que for nomeado, o conciliador deverá possuir autoridade total, apropriada e necessária para resolver ou decidir a disputa de acordo com esse procedimento.


Seção 4.        REUNIÃO DE CONCILIAÇÃO E DECISÃO DO CONCILIADOR.


Assim que for nomeado, o conciliador deverá programar uma reunião das partes com o propósito de conciliar a disputa. A reunião deverá ser programada dentro de trinta (30) dias da nomeação do conciliador. O objetivo do conciliador será de encontrar uma resolução rápida e amigável para a disputa. Caso tais esforços de conciliação não sejam bem-sucedidos, o conciliador deverá ter a autoridade de emitir a sua decisão relativa à disputa. O conciliador deverá emitir a decisão por escrito, no máximo trinta (30) dias após a data na qual a reunião inicial das partes foi realizada, sendo que esta decisão deverá ser final e acatada por todas as partes. Uma via da decisão por escrito deverá ser enviada a todas as partes, ao governador de distrito e, mediante pedido, à Divisão Jurídica de Lions Clubs Internacional. A decisão do conciliador deverá ser condizente com qualquer provisão aplicável do Estatuto e Regulamentos Internacionais e do Distrito e Distrito Múltiplo e com as normas da Diretoria Internacional, estando sujeita à autoridade e ao parecer da Diretoria Internacional conforme discrição da Diretoria Internacional ou pessoa por ela designada. 


Que a CaL. Presidente impugnou o relatório do PDG Josias Marques de Azevedo por que:

A UMA. Foram solicitados todos os documentos do processo de disputa, em especial, a taxa do processo de disputa para uma ampla defesa, lhe tendo sido negada pelo PDG, ao argumento de que no momento não tinha disponibilidade de tempo para a solicitação da CaL., não lhe fornecendo no futuro qualquer outro documento acostado ao processo.

A DUAS. Que o processo de disputa não respeitou o “princípio do devido processo legal”, cerceando, com o desrespeito à forma, o direito de ampla defesa e do contraditório da requerente, omitindo documentos imprescindíveis à sua defesa, tais como:

1.    Taxa do processo de disputa de que fala o Estatuto Internacional;
2.    Documentos referentes à condição de conciliador PDG Josias, através da comprovação de que é sócio em pleno gozo de seus direitos de um clube em dia com suas obrigações;
3.    Da declaração de concordância das partes litigantes quanto a indicação do conciliador;
4.    Da nomeação do conciliador após a fase de concordância das partes litigantes, prazo que começaria a fluir para a apresentação da defesa da CaL. requerente.

A TRÊS. Que não obedecendo a forma procedimental do processo de disputa o conciliador foi arbitrário.

A QUATRO. Que ao fundamentar parte do relatório embasado em documento falso Regimento Interno demonstrou não possuir a neutralidade exigida para a indicação.

A CINCO. Que ao proferir decisão de natureza diversa da pedida pelos querelantes, demonstrou não possuir a imparcialidade exigida para a indicação de conciliador.


Que a diretoria e a CaL. requerente desde que assumiram a administração do Lions Clube São Mateus Cricaré tentaram de múltiplas formas conciliarem os ânimos exaltados das pessoas excluídas do Lions Clube sem qualquer sucesso, enfrentando durante todo o período de gestão atitudes grosseiras e desrespeitosas de alguns.

Que na única reunião com o conciliador, tanto a diretoria quanto a presidência, foram desrespeitadas pelo grupo excluído, sem qualquer garantia do princípio da autoridade por parte do PDG Josias, que pudesse protegê-los das agressões verbais e desrespeitosas.

Que a CaL. Presidente, num gestão de urbanidade e de gentileza para com o DG Francisco Roberto, aceitou a reunião datada do dia 09/3/2013 para um possível acordo entre as partes, ocasião em que ficaram expostos, mais uma vez, às grosserias e deselegância de parte de pessoas do grupo excluído.

Que Ozenil da Mota, agrediu o CL tesoureiro Marcílio da Silva verbalmente, não chegando à via de fato por interferência de alguns CCLL, também sem a proteção da autoridade do Governador, que a tudo assistiu passivamente.

Que a CaL. Requerente colocou à disposição do Governador toda a documentação que prova os esforços da presidência e da diretoria do Lions Clube São Mateus Cricaré em dirigir o clube, pautada no companheirismo, respeito, urbanidade e, sobretudo, no cumprimento das metas que justificam a ideologia do Lions Clube Internacional.
Que infelizmente, todos os esforços empreendidos foram infrutíferos, obrigando a diretoria, juntamente com a presidência do Lions Clube São Mateus Cricaré, usar da autonomia que lhe garante o Estatuto do Lions Clube Internacional, para a tomada de decisões que culminaram no processo de disputa.
Que o Clube precisa voltar a trabalhar para concluir os resultados de sua conquista com a inclusão de vinte e cinco (25) novos associados, mais oito (08) Melvin Jones, paralisados em razão do processo de disputa.

Desta forma, a CaL. Presidente ratifica seu pedido feito na impugnação ao relatório do PDG Josias, para que o Distrito LC-11 envie por escrito, uma cópia da decisão do PDG Josias à Divisão Jurídica do Lions Clubs Internacional, Órgão Supremo para a decisão final sobre o presente processo de disputa.
Com estas considerações, a CaL. Presidente juntamente com a diretoria e os associados do Lions Clube São Mateus Cricaré não participará mais de qualquer outra reunião referente ao processo de disputa, até decisão final da Divisão Jurídica do Lions Clubs Internacional.


Saudações Leonísticas.

Tânia Mara Silva Neves
Presidente